Amy... 1 ano depois de partir ~ Identidade 85 ::
Booking.com

segunda-feira, julho 23, 2012

Amy... 1 ano depois de partir

Florianópolis
Foto: show de Florianópolis, SC, 8/1/2011. de José A. Fernandes

Parece que foi ontem que partimos (Camila, Mariana e eu) para Floripa, em 8 de janeiro de 2011, para ver Amy ao vivo. Era emocionante poder vê-la, mesmo que todas as previsões apontassem "maus tempos" e "instabilidade", afinal ela estava voltando depois de algum tempo sem se apresentar ao vivo. 

Em alguns momento ela acabou "dividindo atenções" com Ronaldinho Gaúcho que, pelo que contaram, estava recebendo "elogios" e moedas de gaúchos gremistas presentes no recinto, ao som de "mercenário, mercenário..." e por aí vai - ele acabara de fechar contrato com o Fla. Mas o gaúcho não é o assunto. Ela era... Amy Jade Winehouse. 

Alguns apostavam em malabarismos e trapalhadas, sem contar os mais "chiitas" que esperavam por baixarias que pudessem render assunto nos happy hours dos dias seguintes. Mas, por outro lado, havia quem esperasse ver apenas Amy, simpática (ao seu estilo), com jeito cativante e encantador... esperavam estes ver o mínimo, apenas o que fosse possível tirar do corpo magro e pequeno da namorada de Reg Traviss.

Depois de pouco mais de um ano do show ainda posso dizer que foi uma experiência única e valeu cada centavo. E nessas horas prefiro nem dar voz às críticas que foram feitas ao show, afinal,  tem muito crítico que deveria também ser criticado, por falar tanta asneira. O mais importante foi o que vi: alguém fazendo o que podia para alegrar outros, mesmo que muitos nem mesmo a conhecessem direito.

À parte as piadas de muitos, posso dizer que esperava que ela se recuperasse e conseguisse estar ainda entre as cantoras vivas que eu pudesse ver em algum pub de Londres que algum dia vou frequentar. Sobre isso, quero contar-lhes o meu sonho definitivo, coisa minha, que é assistir um jogo dos Diabos Vermelhos (de preferência contra algum dos arqui-rivais, Arsenal, Chelsea e tal) e depois ir de Manchester para Lonres, à um pub qualquer, ouvir música e tomar algumas cervejas, ao melhor estilo Carpe Diem. Nesse sonho estava incluída AMY, ela mesma, ao vivo e de pertinho. Mas... quis o destino que uma parte desse sonho não fosse mais possível.

De qualquer forma, deixo aqui minha homenagem à Amy Winehouse... grato que estou pelos momentos agradáveis com amigos que foram embalados por suas músicas.

Se quiserem lembrar o que escrevi na época:

2 comentários:

  1. Simplesmente muitissimo emocionante, não parece que foi tanto tempo, vai deixar eternar saudades no mundo do rock!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É interessante como lidamos com as perdas... nunca estamos preparados, mesmo que já tenhamos sinais de esgotamento, como já tínhamos com Amy

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!