Sábado de sol... no Museu Paranaense ~ Identidade 85 ::

segunda-feira, outubro 22, 2012

Sábado de sol... no Museu Paranaense

Fachada do Museu. Foto coletada na internet


Curitiba, em plena tarde de sábado, com sol, é um convite e tanto para perambular pelo centro histórico. No caminho se pode encontrar monumentos, parques, praças e sebos, sem necessariamente cobrar uma ordem ou pressa. 

Foi nesse embalo de sábado a tarde que eu decidi visitar o Museu Paranaense. Embora viaje com alguma frequência para Curitiba, este era um lugar que eu ainda não conhecia. No caminho cruzei algumas praças, parei em alguns sebos (onde consegui algumas raridades que depois vou mostrar para vocês) e cheguei finalmente ao meu destino.

Como ainda não o conhecia, decidi que passaria a vista no geral do acervo, mesmo que isso me impedisse de ver com detalhes tudo que está exposto. Foi uma pena não encontrar aberta a Biblioteca Romário Martins (nome dado em homenagem a uma dessas "gentes" mortas com quem converso com frequência, como escrevi recentemente). Ainda assim, consegui me surpreender com alguns itens e constatar o padrão que rege todo "bom" museu: peças raras que só se encontra por ali.

Consegui ver todas as salas de exposição, mas pude ver  fósseis, artefatos e biofatos, móveis antigos, armas, armaduras e indumentárias militares, admirar obras de arte (embora não me considere um bom entendedor no assunto), ler alguns textos e tirar fotos. 

Entre os itens que me chamaram especial atenção estão alguns retratos de barões da erva-mate da história paranaense (destacadamente de Curitiba) e ferramentas utilizadas para o processamento desse mesmo produto. Sobre a história ervateira, espero muito em breve visitar o Parque Histórico do Mate, esse localizado no meio do caminho da rodovia que liga Curitiba a Campo Largo.

 Embalagens de erva-mate e outros produtos da região

No final, tendo passeado por umas quatro horas, fiquei com a sensação de que meu dia tinha valido a pena.

guerra do contestado
Metralhadora Maxim Nordenfelt, mesmo modelo usado 
na Guerra do Contestado.

Exposição de artefatos indígenas

 Espadas e sabres do período colonial


embarcação
Miniatura de embarcação portuguesa (séc. XV e XVI), 
semelhante à utilizada por Vasco da Gana

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!