Entre papas, assassinos e forasteiras ~ Identidade 85 ::
Booking.com

quinta-feira, fevereiro 21, 2013

Entre papas, assassinos e forasteiras

Montagem 

O que mais me "tocou" nos últimos dias é a maneira como os jornais (escritos, falados ou televisionados) vêm falando de algumas coisas e as substituindo rapidamente quando já não interessam mais - como copos descartáveis sem mais funções. 


Alguém me chamou atenção nesses dias para um fato, que se somou à outros que já sabemos: os canais de televisão, símbolos  de imparcialidade e portadores de padrões elevados de qualidade (ironia, primeira parte), adoram falar em desastres ambientais e desgraças, afinal isso dá audiência (é certeiro), mas basta uma outra "grande" informação para que tudo mude repentinamente.

Não entenderam? Simples: dias atrás nossos olhos estiveram (com razão) marejados pelas notícias de Santa Maria (RS). Acontece que víamos também nos "pacotes" das TVs abertas e pagas alguns repórteres a cutucar parentes de vítimas e pessoas próximas até que soltassem as lágrimas (tão preciosas e bem definidas pelos modernos canais de alta definição).

Alguns dias passaram, boates pelo Brasil inteiro começaram a ser fechadas, atentados começaram a ser cometidos em Santa Catarina... quando finalmente recebemos a notícia da renúncia do Papa Bento XVI. Era o que precisavam nossos sempre ligados informadores de plantão. Logo diminuíram suas lentes que estavam voltadas para o extremo sul do Brasil e as direcionaram para o Velho Continente, no minúsculo estado do Vaticano

Não estou dizendo que a notícia sobre a troca de papas não seja interessante e mesmo importante. Também não quero fazer (embora seja tentado) comparações entre o atual governante da Igreja Romana e o antecessor, bem mais carismático por sinal, João Paulo II.

O que acho interessante, é que logo a notícia que estampava, ou melhor, ocupava mais da metade do noticiário em horário nobre, já não rendia mais do que algumas breves falas sobre boates fechadas e alvarás cancelados. 

Ah, sem falar também que agora um ex-exemplo de superação, Oscar Pistorius, é visto dividindo espaço com o pontífice, acusado (o sul-africano e não o Papa) de homicídio.

Por fim, para não dizer que não falei dos forasteiros, temos a visita de Yoani Sánchez ao Brasil. Mais uma "grande notícia" que divide as opiniões nos cafés e happy hours, entre aqueles que a defendem e aqueles que a acusam, sendo vista em revistas de circulação nacional e telejornais diários. As vezes (momento para ironia, parte dois) as notícias sobre essa nobre pessoa, com todo respeito, me cheirem a demagogia comprada em doses descontroladas em alguma esquina da 25 de março...

É, o ano mal começou e as coisas... ah, seguem como de costume! 

1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!