Eu gosto de futebol... mas não me iludo (parte 2) ~ Identidade 85 ::

sexta-feira, junho 13, 2014

Eu gosto de futebol... mas não me iludo (parte 2)


Desde que me conheço por gente, ou quase isso, adoro futebol. Comecei lá na minha época de 2º Ano Primário (em 1993), quando alguns amigos torciam para o São Paulo, em plena era dos Mundiais. Era o time mais em voga naquele momento no Brasil. Eu achava o máximo, se bem que ainda não entendesse a grandeza daquilo tudo.
  
Daí comecei a assistir aos jogos. De início na TV preto e branco que minha mãe havia acabado de comprar. Em alguns dias eu via as penumbras e imagens confundidas em meio aos chuviscos. Mas, logo compramos uma antena parabólica. Daí foi só alegria.

Lembro de ver meu ídolo Zetti jogando. Sonhava em ser um grande goleiro como ele. Ficava ensaiando saltos e grandes pontes em frente à TV, vendo-o em jogos pelo São Paulo. Tudo era muito mágico e instigante.

Lembro também da minha reação de tristeza ao saber que meu ídolo não jogaria mais pelo meu time. Não me lembro dos detalhes, mas sei com certeza que fiquei bastante triste. Afinal, enquanto os amigos e eu jogávamos bola nos campinhos da cidade, meus amigos poderiam ser Edinhos (Santos) ou Ronaldos (Corinthians), mas eu era sempre ZETTI. Sobre isso, eu lembro também de ir toda semana a uma loja de esportes da minha querida Urupês, só pra ver o uniforme do Zetti - só para ver mesmo, nem importava o preço, porque eu não conseguiria comprar na época.

Bom, mas o tempo passou, aliás sempre passa, e meu amor pelo futebol continuou o mesmo, ou quase isso. Continuei assistindo jogos, sonhava em conhecer o Morumbi (que não conheço até hoje) e até mandei cartas ao clube, que foram  respondidas com adesivos, cartões postais e outros brindes.

O que eu quero contando minha história, é que mostrar que por mais que nos impressionemos com as cifras astronômicas das transações atuais do futebol, isso nunca foi o mais importante para mim. Eu gostava mesmo (e gosto) é de torcer. Se o futebol só tivesse amadores, como de início foi o caso, para mim seria igual ou melhor.

O que quero dizer no final é que sou a favor de manifestações contra os gastos das Copas, contra os preços altos dos ingressos e tantos outros; isso não faço segredo. Mas, mas... felizmente ou infelizmente eu continuo e continuarei gostando de futebol. 

Já leu a Parte 1? Clique aqui!



Foto do topo retirada da internet.
** Originalmente postado em 18 de junho de 2013.

1 comentários:

  1. Olá José, tudo bem!

    Eu também gosto de futebol só que temos de perceber o que acontece hoje:
    Qualidade muito ruim; os jogadores mercenários; interesses publicitários acima de tudo.
    Há muito mais, mas acho que isso basta. Eu tenho 50 anos, portanto sou mais velho do que vc. Vi o Pelé jogar só pra começar.
    Na década de 1970, os times grandes tinham, pelo menos, uns 3 a 4 craques de seleção. Craques de verdade, não os de hoje que são fabricados pelos interesses das mídias (Neymar, Lucas....).
    Os jogadores tinham amor pelos seus clubes e os jogos eram de qualidade.
    Portanto José, respeito a sua opinião, mas futebol mesmo, de verdade, não existe mais e esse eu não gosto.
    Sou totalmente contra a Copa do Mundo num país que é o sexto PIB do mundo e tem um dos piores IDH mundiais. Que tem governos corruptos e imensa desigualdade social.
    O povo precisa acordar e uma ótima oportunidade para isso é se manifestar contra um evento de visibilidade mundial como a absurda Copa do Mundo que só serve a interesses particulares.
    Vc consegue torcer para um time de mercenários que não está nem aí para o Brasil, além de saber que o dinheiro investido na Copa poderia ter sido usado para a saúde e a educação?
    Imagine que demonstração de cidadania seria um estádio lotado de brasileiros que ficassem totalmente em silêncio quando o Brasil fizesse um gol e, nesse momento, começassem a cantar o hino nacional e, em seguida, "o povo acordou, chega de pão e circo, mais pão menos circo".
    Acho que o país mudaria, não? O sexto PIB refletiria numa sexta saúde, numa sexta educação, num sexto IDH.....
    O que vc acha?

    Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!