Arquivo Público inicia processo de restauro do jornal abolicionista ‘A Redempção’ ~ Identidade 85 ::

domingo, janeiro 05, 2014

Arquivo Público inicia processo de restauro do jornal abolicionista ‘A Redempção’


A equipe técnica do Núcleo de Conservação do Arquivo Público do Estado de São Paulo iniciou o tratamento de restauro dos únicos exemplares conhecidos do jornal abolicionista A Redempção

O jornal era impresso em uma tipografia localizada na Confraria da Nossa Senhora dos Remédios, da qual o redator chefe, Dr. Antônio Bento, foi provedor. Exemplares de 1887 e 1888 vieram do IHGSP, fragilizados e em pedaços. Montagem dos fragmentos durou cerca de um mês. 

Ele liderava o movimento abolicionista dos ‘caifazes’, grupo clandestino que promovia ações de resgate de escravos, escondendo e contrabandeando-os para lugares mais seguros, com o quilombo do Jabaquara, em Santos. O grupo tinha centenas de participantes, de todas as classes sociais.

O jornal circulou em São Paulo de 2 de janeiro de 1887 até a promulgação da Lei Áurea, em 13 de maio de 1888. A Redempção foi um jornal combativo, de cunho manifestamente popular, sempre repleto de ataques a fazendeiros, políticos e a outros jornais que defendiam a instituição escravista. Pelo seu papel na luta contra os escravocratas, o periódico tornou-se uma fonte valiosa para os historiadores e ferramenta para a pesquisa do processo de abolição em São Paulo. Ainda assim, devido a sua raridade e precariedade, o jornal permanece pouco estudado.

Os exemplares sob a guarda do Arquivo Público do Estado vieram do IHGSP (Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo), fragilizados e em pedaços. O trabalho de montagem dos fragmentos do jornal consumiu um mês de trabalho contínuo, com a ajuda de pinças e cópias de microfilme dos exemplares existentes na Biblioteca Lamont da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Nesse trabalho descobriu-se sete exemplares que se imaginavam perdidos, formando uma coleção de 132 números do jornal. Pelo que se conhece, foram editados no período 138 edições.

Após o restauro, os exemplares serão digitalizados em alta resolução e disponibilizados ao público nas páginas do site do Arquivo Público.

A apresentação do periódico contará com textos da professora Dra. Maria Helena Machado, da USP, especialista do tema da Abolição e de Alexandre Otsuka, que vem estudando essa fonte excepcional para a história do movimento abolicionistas no Brasil.


Fonte: Informativo do Arquivo Público do Estado de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!