Sobre "Narcos" ~ Identidade 85 ::
Booking.com

sexta-feira, setembro 18, 2015

Sobre "Narcos"





Assistir Narcos faz a gente pensar em muitas coisas, como em mortes e crime organizado, fazendo críticas ao jeito que é produzida a série ou pensando no que há de verdade em tudo que assistimos. O certo é que pensamos.

A receita é a mesma de Tropa de Elite (1 e 2): mortes, palavrões, algumas cenas de nudez, policiais contra bandidos e claro narração com voz em off

O público do Brasil (nem todos, evidentemente) recebeu muito bem a série da Netflix. Para leigos em Pablo Escobar como eu, ela abre espaço para viagens e discussões futuras, servindo como ponte para pensar sobre o narcotraficante. Claro que podemos criticá-la por mostrar a violência da maneira que mostra e apontar mais o lado "fascista" de José Padilha, nas cenas de execução sumária ou ações de justiceiros. 

Poderíamos também criticar a narração e a visão que com ela se apresenta: a de um norte-americano (agente Murphy) que vem para a Colômbia e do país uma imagem pejorativa, com ar de arrogância. Isso seria interessante em um debate sobre Narcos

Nesse ponto, mais interessante ainda seria promover uma comparação dessa produção com outra feita na própria Colômbia: Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico (nome original Pablo Escobar, El Patrón del mal).

Capa de Pablo Escobar, 
El Patrón del mal

Sobre isso, podemos dizer que Narcos não teve o mesmo impacto na Colômbia, como teve essa outra série. Os críticos colombianos logo apontaram os defeitos da produção da Netflix, incluindo especialmente o sotaque portunhol de Wagner Moura e erros históricos. 

Mas, é difícil saber o que é ser colombiano, a menos que seja um - assim como é difícil saber o que é ser da favela sem nela morar, etc etc etc. Mas, difícil também (e muitos já disseram isso) é ver só um episódio, porque é viciante (sem trocadilho...rs) tanto quanto é tenso.

Descontando todos esses defeitos apontáveis (que alguns até verão como qualidade), devemos lembrar que se trata de uma produção ficcional, uma série de ação, com base em um personagem histórico verdadeiro. Aliás, em termos de produção, devemos reconhecer que o investimento é grande e o resultado é atraente.

Aos que gostaram e aos que procuram seguir com as críticas, a segunda temporada já foi confirmada pela Netflix, mas só estréia em 2016. 

Para a mesma já está confirmada a presença de Eric Lange, de O Abutre (2014), The Bridge (US) e Lost, que viverá Stechner, descrito como um "formidável Agente Especial no comando da divisão da CIA em Medellín", designado para trabalhar ao lado de Steve Murphy (Boyd Holbrook) e Javier Peña (Pedro Pascal) na caçada por Pablo Escobar (Wagner Moura).

Além disso, Wagner Moura já se programou para mais uma estada em Medllin e para reforços nas aulas de espanhol para melhorar as falas do personagem.

Aguardemos...


Dica de livro sobre Escobar:


 livro Pablo Escobar Ascensão e Queda do Grande Traficante de Drogas

Guerra Civil Espanhola
de Alonso Salazar J.
de R$ 38,90 por R$ 35,01!
 Clique aqui para comprar!

Veja nossa lista de livros sobre Pablo Escobar, clique no banner abaixo!

 livros sobre pablo escobar



Mais sobre a série:

NETFLIX - Narcos contrata primeiro reforço para a segunda temporada 

ClickRBS - Wagner Moura impressiona como Pablo Escobar

ClickRBS - Colombianos opinam sobre Narcos

ClickRBS - Wagner Moura fala sobre seu papel como o traficante Pablo Escobar em Narcos 


* Imagem do topo retirada da internet.

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!